Sinestesia

Com tragos e trajes distintos, Assim a vida passei: Meio só e inteiramente sem ninguém. Percebi que não nasci amante. Mas ao poucos, E aos custos, Me apaixonei. Diante do tempo arrastado, Contei todos os minutos Para te encontrar uma hora. Vento vai, Vento traz, Aquela calma, Naquela cama. Me canta E me encanta. Assim vou […]

Ciranda

Vi João ser viajante, Falso amante, Sofrer calado. Gostava de ser solidão. Certa vez conheci Solidão. Moça bonita, andar engajado, Meia três-quartos e saia Rodada que nem peão. Lá em Barretos encontrei um peão Cuja importância era nenhuma. Reprovou a quarta série, fugiu de casa E foi morar na solidão. Mas só lhe dão bofetadas, […]