Sinestesia

Com tragos e trajes distintos,
Assim a vida passei:
Meio só e inteiramente sem ninguém.

Percebi que não nasci amante.
Mas ao poucos,
E aos custos,
Me apaixonei.

Diante do tempo arrastado,
Contei todos os minutos
Para te encontrar uma hora.

Vento vai,
Vento traz,
Aquela calma,
Naquela cama.

Me canta
E me encanta.

Assim vou ouvindo,
Assim vou amando.

– Eu te vejo em cada um desses sons.

(Ouvindo “The XX – Angels”)

Anúncios

3 comentários sobre “Sinestesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s