A lista

Tem dias que o sono não chega até a porta principal da minha mente. Com seus atrasos e sem seu afeto, ocupo o meu tempo na espera dessa demora. Começo a organizar as coisas da minha vida. Separo as roupas do vazio, descarrego do sábado toda aquela gente triste e faço listas. Mas não preciso fazer lista para o amor. O amor deveria estar ali, a quatro palmos do meu travesseiro mas, na verdade, o meu amor está longe, quase batendo no céu.

Todos os dias eu faço a lista da saudade,

23:34
23:55
00:13
00:41
01:02

com os horários que a senti.

Ouço o barulho de porta, de passos se aproximando e vejo o sorriso de gente vindo:

– Já é domingo.

Eu faço lista de gente feliz que preenche o meu vazio:

Você.

Então eu me lembrei do sono…

(Ouvindo “Núria Mallena – Quando Assim”)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s