O barquinho

No singelo verão
De tulipas e jasmins,
O barquinho do lago
Sonhava com os belos jardins.

A água moldava
O reflexo de uma vida com cores.
O barquinho rezava baixo
Pedindo para provar daqueles sabores.

Dias se passaram
E nada mudou.
Distante de todas as flores
Ele continuou.

Mas certo dia o vento arrastou
Todas as pétalas para o mar.
O barquinho sentiu então
Do outono um bem-estar.

(Ouvindo “Alina Orlova – Menulis”)

Anúncios

7 comentários sobre “O barquinho

  1. :)parabéns, ficou ótimo ^^brainstorm é a técnica de escrever qualquer coisa que dê na mente sem pensar e tal…é divertido :)não conheço a banda, mas vou dar uma olhada 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s