Compor

Enquanto espero, eu escrevo.
Na eterna indecisão, eu escrevo.
E no encanto de escrever, se eu escrever perdida, eu escrevo.
Se não tem sentido o meu escrever, qual o sentido de não escrever?
Todas as buscas são escritas.
E todas escritas são descobertas.
É por isso que escrevo para te encontrar.

(Ouvindo “Maysa – As mesmas histórias”)

Anúncios

2 comentários sobre “Compor

  1. Olá, tudo bem? Estou aos pouquinhos conhecendo teu blog, e fico feliz em ‘descobrir suas escritas’! Elas são ótimas! Abraço Fernanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s